Arquivo | Corretivo RSS feed for this section

Resenha: Studio Finish

4 maio

Oi, meninas!

Quem me acompanha já deve ter percebido que o Studio Finish, da MAC, é o meu corretivo mais usado. Ele apareceu em praticamente (se não todas) as makes aqui do blog.

Embalagem: potinho
Minha cor: NW20 (normalmente) e NW25 (verão)
Preço: R$89
SPF 35

Eu tenho duas cores, a NW20, que eu uso regularmente, e a NW25, que eu uso quando estou bronzeada. Como vocês podem ver, meu NW20 está quase acabando. Acho que isso mostra o quanto eu gosto do produto.

O que a marca diz sobre o produto?

“Leve, cremoso, discretamente opaco, o corretivo M·A·C proporciona uma cobertura suave, invisível e de longa duração para todas as pequenas imperfeições. Este suave corretivo, à base de emolientes é tão concentrado que uma pequena quantidade é capaz de proporcionar uma cobertura opaca nas imperfeições e descolorações da pele. Cobre efetivamente a área dos olhos, acnes, tatuagens e marcas de nascença. Enriquecida com antioxidantes (derivados de vitamina A e E), também contém silica, que ajuda a absorver a oleosidade da pele. Disponível em várias tonalidades, contém fator de proteção solar SPF 35. Pode ser aplicado com pincel de cerdas macias ou firmes, esponja de látex ou com a ponta dos dedos.”

O Studio Finish é um corretivo cremoso e vem nesse potinho pequeno, com tampa fácil de abrir (o que eu gosto muito. Bem melhor que aquelas tampinhas de enroscar). Ele é bem opaco (não fica transparente na pele), não é excessivamente cremoso nem mate demais. Apesar de a marca descrevê-lo como de longa duração, eu não concordo. No fim do dia, ele não está tão intenso quanto quando você acabou de aplicá-lo.

Ele pode ser usado para cobrir olheiras ou na pele, para cobrir imperfeições.

Iluminação artificial

Luz do sol

A minha cor regular é a NW20, mas uso a NW25 quando estou bronzeada. Apesar de terem só um tom de diferença, o NW20 é muito mais claro que o NW25.

Ele tem uma cobertura muito boa em mim, mas não é total. Eu acho que ele cobre uns 90% das minhas olheiras.

Como eu já disse, ele não é de alta duração, no fim do dia a cobertura já está bem mais fraca.

A textura dele é de um creme espesso, mas não acho lustroso demais nem seco demais. Apesar disso, ele acumula nas dobrinhas do olho em poucos minutos. Por isso,eu acabo sempre assento ele com um pó por cima (o que, dependendo do pó, se for muito pesado, pode acentuar as ruguinhas dos olhos).

Depois de alguns minutos, ele acumula

Não acho que seja o corretivo perfeito, pois várias caraterísticas dele me incomodam (acumular na linhas e duração mediana). Apesar disso, é o meu preferido, pois acho muito prático (é fácil de aplicar com os dedos; não exige muito esforço para ficar com cobertura boa e uniforme; a embalagem é prática, é só abrir e passar).

Ainda estou à procura do corretivo perfeito (eu e todo mundo, né?), mas o Studio Finish ainda é meu preferido (estou experimentando o Pro Longwear da MAC também, em breve resenha!).

Anúncios

Ainda sobre olheiras

24 nov

Semana passada, nesse post aqui mostrei para vocês um vídeo ótimo da Lisa Eldridge explicando tudo sobre olheiras. O vídeo é ótimo, mas é em inglês. E como não é todo mundo que entende bem a língua, resolvi (a pedido da leitora Natália) fazer esse post para contar para vocês o que a Lisa explica no vídeo.

Ela começa o vídeo dizendo que uma pergunta que fazem a ela muitas vezes é o que pode ser feito a respeito das olheiras. Há tipos diferentes de olheiras, com causas diferentes. Assim, sabendo qual a causa dessa olheira, fica mais fácil encontrar o tratamento ideal.

Tipos e causas

Existem 2 tipos diferentes de olheiras. Primeiro, ela comentou sobre o primeiro tipo de olheira, que é aquela mais arroxeada, com subtons azulados e avermelhados. Esse tipo de olheira é causada por vasinhos capilares que vazam. Os vasos capilares permitem que a hemoglobina escape de dentro deles. A hemoglobina, por sua vez, oxida e se transforma em óxido de ferro e dá essa coloração azul-arroxeada a essa região (é parecido com o que ocorre quando você tem um hematoma). Como a pele da região dos olhos é muito fina, é possível ver a hemoglobina oxidada através da pele (por isso, ela diz que esse tipo de olheira é muito comum em peles bem claras).

Exemplos de olheiras arroxeadas

Há diferentes razões para esse fenômeno:

1) genética: algumas pessoas têm uma tendência a ter esse tipo de olheira  (provavelmente os pais e avós também tinham), e não há muito o que fazer;

2) estilo de vida ruim: pouco sono e alimentação ruim podem acentuar as olheiras desse tipo, mesmo que a pessoa não tenha nenhuma propensão genética a tê-las;

OBS: Quando o corpo humano está numa situação de estresse (por exemplo, falta de sono), a maior parte do sangue é direcionada aos órgãos internos, porque eles necessitam mais. O resultado disso é que, não importa qual a cor da pele da pessoa, ela fica mais pálida e essa palidez acentua as olheiras.

3) avanço da idade: quando a pessoa envelhece, o corpo em geral está mais suscetível à oxidação. A pele não tem o mesmo viço da juventude e o mesmo ocorre com os vasos capilares. Ele não são mais tão fortes quanto antes, e permitem um maior vazamento de hemoglobina.

Outra coisa que pode realmente acentuar as olheiras é a estrutura óssea do rosto. A área das olheiras é naturalmente mais funda que o resto. E, por ser mais funda, forma-se uma sombra natural nessa região, que pode fazer com que as olheiras pareçam mais escuras.

O segundo tipo de olheira é aquela amarronzada, com subtons amarelados e esverdeados. Esse tipo de olheira é causado por pigmentação nessa região. Ela menciona um estudo interessante que diz que mulheres indianas (ou seriam índias? Em inglês, é a mesma palavra – indians – para os 2 termos) e asiáticas, que têm naturalmente uma tendência maior a ter essa pigmentação amarronzada na área das olheiras, têm tendência a ter linhas finas e rugas só quando forem bem mais velhas se comparadas com mulheres brancas (essas, por sua vez, teriam menos propensão a ter a pigmentação embaixo dos olhos). Esse tipo de olheira amarronzada realmente tem a ver com a pigmentação e a melanina presente na pele.

Exemplos de olheiras amarronzadas

Exemplo de olheira amarronzada

Tratamentos para olheiras marrons:

Ela sugere algumas substâncias que podem ter efeito clareador sobre a pigmentação abaixo dos olhos:

1) Hidroquinona: segundo ela, é o tratamento mais radical. Na Inglaterra, você não pode comprar na farmácia e só é possível conseguir com um médico (no Brasil, acho que precisa de receita médica para comprar cremes com hidroquinona).

Essa substância realmente clareia hiperpigmentações ( é indicada para remover manchas na pele). Porém, tem vários efeitos colaterais. Ela destrói as células que produzem melanina, deixando a pele mais vulnerável. Por isso, muitas pessoas preferem não usar essa substância. No entanto, em casos extremos, a Lisa diz que pode realmente ajudar a clarear a pigmentação.

(Outro grande problema na hidroquinona, na minha opinião, é que existem indícios de que ela seja cancerígena e seu uso já foi proibido em muitos países. Por isso, eu não arriscaria usar no meu rosto, e não acho nem um pouco recomendável. Mas é sempre bom consultar um dermatologista antes de decidir.)

2) Vitamina C: tem um ótimo resultado clareador em qualquer tipo de hiperpigmentação (funciona muito bem em manchas causadas pela idade também, além de olheiras). A vitamina C pode ser encontrada em vários cremes. Um que a Lisa gosta muito se chama “Murad Essencial-C Eye Cream SPF 15”.

3) Extrato de Licorice: inibe a pigmentação pois impede a ação da tirosinase (é uma enzima contendo cobre que catalisa a oxidação de fenóis. Um dos produtos da ação desta enzima é a melanina.). Estudos feitos pela Clinique comprovaram que essa substância tem um grande poder clareador.

4) Ácido Kójico: muito eficaz para inibir a produção de melanina.

5) Kiwi: contém altos níveis de vitamina C

6) Sophora: pode ajudar a inibir a ação da tirosinase.

7) Arbutin: contém propriedades que inibem a melanina

OBS: Além de combater a hiperpigmentação, é muito importante evitar futuros excessos de pigmentação na região das olheiras. Assim, filtro solar e óculos escuros podem ser muito úteis para ajudar nessa prevenção.

Tratamentos para olheiras roxas:

1) Vitamina K: na Inglaterra, é considerada um medicamento e não pode ser usada na indústria de cosméticos (pois se for usada em cosméticos, os resultados teriam que ser comprovados). Ainda estão sendo feitas pesquisas acerca da efetividade da Vitamina K contra as olheiras. Há estudos que mostram que a vitamina K tem melhores resultado no combate das olheiras se for usada junto com retinol.

2) Haloxyl: ajuda a absorver e eliminar os efeitos da oxidação da hemoglobina. Está presente no creme da marca inglesa Number 7 chamado “Protect & Perfect Intense Eye Cream”.

Segundo ela, há outros ingredientes que podem ser usados no combate às olheiras. Mas ela preferiu citar apenas alguns, que ela acredita serem bastante efetivos. Mas, em geral, produtos e cremes antioxidantes são ótimos para serem usados na região dos olhos, pois além de ajudar a combater as olheiras, também previnem o envelhecimento da pele.

Ela também disse que, ao conversar com vários diretores de empresas fabricantes de cosméticos (Clinique, Murad, Boots), ela percebeu que a indústria de cosméticos vai começar a investir pesado em pesquisas sobre a região abaixo dos olhos (olheiras) e ela acredita que essa vai ser a próxima área a crescer na indústria cosmética.

Num próximo post, eu vou mostrar quais corretivos (coloridos) eu acho que funcionam melhor em cada tipo de olheira.

Resenha: Corretivo Yellow Mary Kay

16 nov

Oi, meninas! Aproveitaram bastante o feriado? Ansiosas por sexta-feira (Amanhecer!!! OMG!! Quero ver djá!)?

Hoje, vou falar para vocês sobre o corretivo amarelo da Mary Kay, que é bem conhecido pela Internet a fora.

Embalagem: tubinho
Preço: R$30
Tonalidades disponíveis: 7 tons (6 em tons de pele e o Yellow)
Minha cor: Yellow

Para começar, preciso dizer para vocês que a embalagem do meu corretivo é muito antiga. A nova embalagem continua sendo um tubinho (o que é ótimo, pois dá para usar o produto até o final, sem desperdício), mas agora ela é toda pretinha. Ficou bem mais bonita!

O preço é super amigo: os corretivos custam R$30. Para quem não sabe, a Mary Kay é uma marca de maquiagem americana com sistema de vendas através de representantes da marca. Na minha embalagem antiga, vinham 14g de produto. Porém, com a mudança da embalagem, a quantidade mudou para 8.5g.

A marca disponibiliza 7 tons de corretivo, sendo 6 “cor de pele” e 1 amarelo. O que eu tenho é justamente o Yellow, que funciona como um corretor corrigir olheiras bem arroxeadas (meu caso). Se você tem olheiras num tom mais amarronzado, o ideal (na minha humilde opinião e testes em cobaias amigas) é um corretivo ou corretor num tom mais salmão, que opera verdadeiros milagres em olheiras marrons.

Quando eu digo que ele funciona como um corretor é porque, no meu caso, eu preciso usar ele por baixo do meu corretivo normal. Ele sozinho fica muito diferente do meu tom de pele, fica um pouquinho mais escuro e mais amarelado que a minha pele, por isso não consigo usar ele sozinho.

Um corretor é justamente um corretivo, geralmente colorido, seja amarelo, salmão, verde, etc, que você usa por baixo do seu corretivo normal para ajudar a apagar completamente sua olheira ou espinhas (ou qualquer imperfeição). Eles proporcionam uma cobertura mais completa. Se a sua pele for de uma cor parecida com o seu corretor e ele sozinho conseguir apagar a olheira/espinha, você pode usar só o corretor sozinho, sem a necessidade de usar um corretivo normal por cima. Isso vai depender se a cor do corretor vai casar com a sua pele e se ele vai cobrir bem a sua imperfeição.

Amostras do Yellow na pele

Agora, você está se perguntando: por que então eu vou usar um corretor sozinho se eu posso usar um corretivo normal sozinho? Porque, muitas vezes, um corretivo normal não consegue apagar tão bem a olheira quanto um corretor. Por exemplo, em casos de olheiras amarronzadas, o corretor salmão apaga as olheiras muuuuito melhor que um corretivo normal (este último, se for de uma cor errada, pode deixar as olheiras marrons acinzentadas.. Fica péssimo…).

Voltando à resenha… Como minha olheiras são mais arroxeadas, eu prefiro usar um corretor amarelo. Ele também é ótimo para usar sobre marcas de espinhas (principalmente quando elas já viraram feridinhas e estão mais arroxeadas/vinho), porque a cor dele neutraliza bastante a cor das espinhas (mas também é legal usar um corretivo cor de pele por cima).

Ele tem uma textura bem sequinha, mas sem seu ultra seca. Quando você coloca na pele, ele fica, sem ressaltar muito as linhazinhas embaixo do olho. Outra coisa legal dele é que ele rende muito! Eu tenho o meu há anos (abapha!) e ele continua firme e forte aí. Ele é líquido, mas não é nem super fluido nem muito grosso. O resultado disso é que ele não acumula nas linhazinhas (não mesmo gente) e dura bastante tempo.

Agora o antes e depois:

Sem corretivo e com olheiras

Com corretivo e olheiras corrigidas

Nessa última foto dá para ver bem que ele fica bem amareladinho em mim, o que não me incomoda, já que eu uso ele como corretor (ou seja, com corretivo por cima.. Se você preferir, pode passar ele antes da base, porque aí a base já tira essa excesso de amarelo dele e a olheira fica bem corrigida).

Quem quiser adquirir, eu recomendo a Carol, que é representante da Mary Kay aqui no Rio (e é super fofa, atenciosa e de confiança!). Quem quiser o contato dela, é só me pedir nos comentários que eu passo.

Bjs!

Resenha: Corretivo Dermablend

28 out

Oi, meninas! Tudo bem com todas?

Essa semana, uma marca de maquiagem lançou a estratégia de marketing mais sensacional dos últimos tempos e causou um burburinho pela Internet afora. Acho que muitas já devem ter visto os vídeos, mas quem ainda não viu, confere aqui embaixo.

A propaganda:

E os bastidores:

A marca em questão, como vocês já perceberam (oi? lógico que perceberam, tá no título do post…), é a Dermablend.

No Brasil, a gente tem acesso aos produtos da Dermablend através da Vichy (existem 2 Dermablends: a comercializada pela Vichy e a Dermablend Professional. Não se sabe ao certo qual a diferença entre as duas, mas talvez esse post aqui esclareça algumas dúvidas).

De qualquer maneira, quero aproveitar para falar um pouco sobre o corretivo da Dermablend (da Vichy).

Embalagem: tubinho com 15 ml
Preço: entre R$70 e R$90.
Tonalidades disponíveis: há 5 tons disponíveis no Brasil
Minha cor: Nude (20)
Detalhes: tem FPS 22

O corretivo vem nessa embalagem de tubinho, que é ótima porque não desperdiça produto (dá para espremer o tubinho e usar o produto até o fim). O preço não é dos mais amigos, fica entre R$70 (em promoção) e R$90. Em compensação, vem 15ml de produto (bem melhor que os 9 ml do Pro LongWear da MAC, por exemplo).

Ele é bem grosso, mais parece cremoso do que líquido. A textura dele é bem sequinha. Ao passar na pele, ele seca e fica matte, completamente opaco. Além disso, ele não acumula nas linhazinhas embaixo do olho (pelo menos em mim). Dá para ir para a academia, malhar e suar, e ele continua intacto, não sai do lugar. O lado ruim de ser tão opaco é que ele ressalta um pouco essas linhazinhas embaixo do olho (mas aí não tem jeito né? Se for opaco e não acumular, ele marca as linhas. Se for hidratante e não marcar as linhas, ele acumula… Acho que não existe corretivo 100% perfeito… )

A duração dele é muito legal também: ele gruda na pele e dura bastante tempo (a Vichy diz que ele dura 16hrs…).

Vamos ver o corretivo na pele? Primeiro, eu  e minha olheiras (tirem as crianças da sala! hehehe):

Olheiras (à esquerda com luz natural; à direita com luz artificial)

Com Dermablend (à esquerda com luz natural; à direita com luz artificial)

A cor que eu tenho é a número 20, Nude. Quando eu comprei, há uns 2 anos, eu estava menos desbotada, então a cor ficou ótima para o meu tom de pele (da época). Hoje, eu estou mais clara (leia-se, bronzeado de palmito! hehe) e essa cor está um pouquinho escura para mim, mas ainda dá para usar (nas olheiras… No rosto, fica muito escuro). Assim, dá para usar, mas ele não dá um efeito iluminado que um corretivo do tom certo daria. E se não espalhar direitinho, a diferença de cor fica evidente, como dá para ver na foto acima à esquerda, perto do nariz.

Hoje, eu “estou”  NC20. Essa cor 20 Nude eu acho que serviria melhor para quem é NC25. Ah! O tom dele é bem amareladinho, então eu, que tenho olheiras mais arroxeadas, consigo usar. Se suas olheiras forem mais amarronzadas, talvez ele não seja a melhor escolha para você (um corretivo com um tom mais rosado ou salmão ficaria bem melhor).

Quanto à cobertura, ele não cobre 100% das minhas olheiras (bom, mas isso nenhum corretivo que eu tenho cobre mesmo… Nem o Studio Finish..). Ele cobre uns 85% da minha olheira, o que já é bastante coisa. Se você tem olheiras mais claras que as minhas, talvez o Dermablend sirva perfeitamente para você e cubra totalmente suas olheiras.

Quanto às tonalidades, no site da Vichy diz que tem 5 tons disponíveis aqui. Infelizmente, se não me engano, esse Nude 20 é o tom mais claro disponível no Brasil (lá fora, existe um tom mais claro, o Light número 10).

No geral, é um ótimo produto, apesar de alguns detalhes que eu gostaria que fossem melhores (se cobrisse mais um pouquinho ficaria muuuito melhor… E para ficar perfeito, eu teria que experimentar um tom mais claro…).

Para terminar o post, vou colocar um vídeo da Lisa Eldridge (maquiadora inglesa top, que faz makes para várias capas de revista, celebridades, programas de tv, etc) corrigindo espinhas de uma menina com duas bases da Vichy Dermablend: uma líquida e uma em bastão. Vale a pena ver o vídeo, a diferença do antes e depois é sensacional!!